Genes ou hábitos de vida – O quê nos faz viver mais?

Há muito tempo, acredita-se que algumas pessoas têm “genes melhores” do que outras, o que
as predispõe a viver vidas mais longas. Um estudo recente, no entanto, questiona a precisão
dessa ideia.
Cientistas da Calico Life Sciences, uma empresa de pesquisa e desenvolvimento – em
colaboração com colegas da Ancestry, um empresa que avalia genealogia online – analisaram
recentemente dados de milhões de pessoas para determinar se a composição genética
realmente tem um papel crucial na nossa longevidade.

O pesquisador chefe foi Graham Ruby, da Calico Life Sciences. Ruby e sua equipe estudaram as
árvores genealógicas de mais de 400 milhões de pessoas e descobriram que os genes têm um
impacto menor em quanto tempo uma pessoa pode esperar viver do que os cientistas
acreditavam anteriormente.

Os pesquisadores usaram dados do site da Ancestry e focaram na hereditariedade , que mede
até que ponto dados genéticos explicam as diferenças nas características individuais das
pessoas. Eles queriam avaliar a herdabilidade da expectativa de vida humana – ou seja, se o
fato de os pais de uma pessoa terem uma vida longa poderia predizer a própria vida dela. Os
resultados foram bem diferentes do que esperavam ver.
Eles viram que o tempo de vida dos cônjuges era muito mais semelhante do que os dos irmãos
de diferentes sexos biológicos. Isso pode ser devido ao fato de que os cônjuges compartilham
ambientes e muitos hábitos de vida e que isso poderia ser muito mais determinante no tempo
de vida das pessoas. Na verdade eles acreditam que Epigenética (que discutiremos em outro
post e que significa a mudança que fatores ambientais fazem sobre sua genética) é o que
importa.
Apesar da importância cada vez maior do uso de exames genéticos para avaliação metabólica
personalizada, parece que realmente genética não é destino. Que tal olhar para o que come,
como dorme, como cuida do seu estresse e como anda seu movimento e exercício. Hora de
levantar da cadeira e tomar a rédea de seu destino.
Saúde à todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *